Thumbnail
2017-02-16 17:03:35

Como não perder o controle dos gastos na sua viagem

7 dicas para você não perder o controle das finanças na sua próxima viagem; uma delas é não esquecer o seguro viagem!

Planejamento financeiro para viajar é fundamental. Mas nem só de planilhas vive o planejamento, e não é só antes da viagem que devemos ser cuidadosos. A seguir, listamos sete dicas importantes para você ter um bom controle de gastos na sua próxima viagem.

1. Planeje os gastos e estabeleça um orçamento

Estabeleça um custo total para a sua viagem, de forma que você não fique enforcado na volta, e procure respeitar esse limite.

A ideia é sair de casa já com parte das despesas pagas – passagem, hospedagens e até alguns ingressos de atrações – e um orçamento para os gastos que ocorrerem durante a viagem. Não se esqueça de estabelecer uma quantia para emergências.

Pesquise o custo de passagens e hospedagens em sites de comparação de preços. Procure também saber como é o custo de vida para viajantes no seu destino, como alimentação e transporte.

Ter um cronograma de viagem ajuda no planejamento dos gastos, pois você pode casar uma coisa à outra. Mas não faça um cronograma muito rígido. Deixe espaço para decidir algumas coisas na hora, ou você pode perder o melhor da viagem.

2. Pesquise a melhor maneira de levar moeda estrangeira

Se você vai viajar para o exterior, pesquise a melhor maneira de comprar e levar moeda estrangeira.

A compra antecipada de moeda pode ser feita em papel-moeda ou cartão pré-pago. No primeiro caso, o IOF é de apenas 1,10%, sendo a alternativa mais barata. No segundo caso, o IOF é de 6,38%, mas é bem mais seguro do que andar por aí com muito dinheiro vivo.

Em ambos os casos, você já trava, antes de viajar, a cotação da moeda estrangeira. Então, você já embarca sabendo quanto vai gastar na viagem, a menos que ocorra algum imprevisto que obrigue você a comprar mais moeda ou usar o cartão de crédito.

O cartão de crédito também tem IOF de 6,38%, mas você só vai saber quanto vai gastar a posteriori. A cotação da moeda estrangeira será a da data da compra ou a da data de fechamento da fatura, dependendo das opções que seu banco oferecer.

Assim, se o valor da moeda do país de destino subir até a data do uso do cartão ou do fechamento da fatura, você pode acabar estourando o orçamento.

O ideal é combinar as três formas. Dividir os valores que você pretende gastar em cartão pré-pago e papel-moeda e deixar o cartão de crédito a postos para emergências.

3. Compre moeda estrangeira aos poucos

O ideal é sempre planejar a viagem com antecedência e ir comprando moeda estrangeira aos poucos. Dessa forma, você pega diversas cotações ao longo do tempo, formando um preço médio. Não precisará acertar o momento da melhor cotação, mas também não vai pegar a pior cotação.

É importante lembrar que ir poupando em moeda estrangeira só é recomendável se o país de destino tiver moeda forte. Por exemplo, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Japão e países da Europa.

Caso a economia do país seja mais instável e a moeda, mais fraca, convém poupar de outras formas. Neste post da GENIAL, falamos um pouco sobre como fazer o planejamento financeiro de uma viagem para um país cuja moeda não seja dólar nem euro.

4. Ao viajar para o exterior, comunique a seu banco

Comunique sua viagem a seu banco para ter seu cartão de crédito liberado para uso internacional. Informe a data de início e de retorno, os países e cidades que pretende visitar.

Informe-se também se a cotação praticada para o cartão de crédito é a do dia do fechamento da fatura ou a da data da compra, e se é possível optar. Os bancos podem oferecer essa opção.

5. Planeje o uso do celular para fazer ligações e acessar a internet

Em viagens nacionais, prefira o SMS, os apps de mensagem e as ligações por meio de aplicativos como Skype e Whatsapp para não gastar muito com interurbanos. Fique de olho no seu consumo de dados e aproveite as redes wi-fi sempre que possível.

Em viagens internacionais, você pode ativar o roaming internacional, mas essa opção geralmente é a mais cara.

Antes de viajar, verifique junto à sua operadora se seu roaming internacional está ativado. Se desejar ativá-lo, pelo menos para emergências, faça isso antes de viajar. Verifique os custos e as condições.

Se não quiser ativar o roaming de jeito nenhum, para não correr o risco de gastar demais, certifique-se de que a opção está desativada.

Lá fora, aproveite ao máximo as redes de internet sem fio, inclusive para fazer ligações por meio de aplicativos como Skype e Whatsapp. Se estiver com chip ativo, certifique-se de desativar o 3G/4G nesses momentos, para não consumir seu plano de dados sem necessidade.

Entretanto, pode ser uma boa ideia comprar um chip local pré-pago, para poder fazer ligações e usar a internet livremente. Se você vai visitar vários países, também existe a alternativa do chip global. Essas são boas alternativas do ponto de vista do custo-benefício.

6. Controle seus gastos durante a viagem

Durante a viagem, anote seus gastos em uma planilha, para manter o controle de quanto está gastando por dia. Não é preciso ficar anotando tudo a todo momento. Guarde as notinhas e preencha a planilha antes de dormir.

Assim, você verifica se ainda está dentro do orçamento e pode fazer ajustes nos seus planos e gastos se necessário.

7. Faça um seguro viagem

Finalmente, não viaje sem um bom seguro viagem. Ele é obrigatório em quase toda a Europa, mas não é recomendável viajar sem ele nem para os países onde ele é facultativo.

O seguro viagem cobre despesas médicas, odontológicas e hospitalares, além de morte acidental e invalidez.

Um acidente ou doença durante viagem pode não apenas estragar as suas férias, como gerar uma conta enorme em consultas, emergências, internação e medicamentos. Por isso, o seguro viagem é fundamental.

Mesmo para quem vai viajar pelo Brasil não é aconselhável dispensar esse seguro. A cobertura do seu plano de saúde pode não abranger a região visitada, ou pode ser difícil encontrar credenciados.

Mas não só isso. O seguro viagem também oferece importantes coberturas específicas para viajantes, como extravio de bagagem, despesas judiciais e orientação em caso de perda ou roubo de documentos. Conheça as coberturas do seguro-viagem.

Aqui na Genial Seguros, você pode cotar e fechar a contratação do seu seguro viagem totalmente on-line. Dá uma olhada!

avatar autor

Julia Wiltgen

Jornalista responsável pelos artigos da Genial Seguros até 24/11/2017.

Cote seu seguro