Thumbnail
2017-05-25 18:20:09

Como tirar visto de turista para viajar para o Canadá

Brasileiros que preenchem alguns critérios podem ficar isentos do visto canadense, mas há quem ainda precise tirar o documento

Desde 1º de maio, brasileiros que preenchem alguns pré-requisitos não precisam tirar visto para entrar no Canadá. Mas quem não atende aos critérios ainda precisa enfrentar o processo e os custos do visto canadense.

Os brasileiros que forem isentos de visto podem entrar no Canadá apenas apresentando uma Autorização Eletrônica de Viagem (eTA), que pode ser emitida on-line a um custo de apenas 7 dólares canadenses.

São elegíveis ao eTA os cidadãos brasileiros que tiveram um visto canadense emitido nos últimos 10 anos ou que possuam um visto americano de não imigrante válido.

O eTA é válido por até cinco anos e permite aos seus detentores fazerem quantas viagens quiserem para o Canadá para estudar, visitar, fazer negócios ou transitar por um aeroporto canadense. As viagens devem ser curtas, normalmente de até seis meses cada uma.

Contudo, o eTA só é válido para quem estiver entrando no Canadá de avião, chegando em um aeroporto canadense. Quem pretende entrar no país por outra via – por exemplo, de carro ou de ônibus a partir dos EUA – ainda precisará de visto canadense.

Neste outro post, detalhamos todos os critérios que isentam os brasileiros de visto para o Canadá.

Aplicar para um visto de turista canadense é um pouco confuso, mas é prático. Todo o processo pode ser feito on-line. O lado ruim é que todo o procedimento deve ser feito em inglês ou francês, as duas línguas oficiais do país.

Aplicando para o visto pela internet

Se você optar pelo procedimento on-line, você deve entrar na página de imigração e cidadania do Governo do Canadá.

Você pode começar respondendo a um questionário para se certificar de que você precisa realmente de um visto canadense – “Find out if you need a visa”.

Para iniciar o procedimento de entrada no visto, você pode passar o mouse sobre o item “Immigration” no menu superior e, em seguida, “My application”. O endereço direto está aqui.

Em seguida, você deverá criar um login no site do governo canadense. Clique em “Sign in or create a account” e escolha a opção “Continue to GCKey”.

No seu primeiro acesso, você deverá clicar em “Sign Up” para criar login e senha. Você deverá estabelecer uma série de perguntas e respostas de segurança.

Após iniciar o processo, você poderá pausar, salvar e retomar o preenchimento das informações quando quiser. Para continuar, basta fazer o login.

Uma vez logado, escolha a opção para aplicar para visto de visitante, estudante ou permissão de trabalho.

Daqui em diante, basta fornecer as informações solicitadas. Você terá que preencher e fazer o upload de alguns formulários, bem como as cópias digitalizadas de alguns documentos.

Formulários

O formulário principal é o Application for Visitor Visa (IMM5257), onde devem constar suas informações pessoais, histórico profissional, histórico de viagens, planos de viagem etc.

Também é obrigatório preencher o Family Information Form (IMM5707), que pede informações pessoais acerca de cada membro da sua família, como cônjuge, filhos e pais, mesmo que eles não estejam viajando com você.

Finalmente, você deverá preencher o Schedule 1, formulário com questões sobre seu histórico pessoal. Você deverá fornecer informações, por exemplo, sobre afiliação com organizações e eventuais serviços militares ou governamentais que já tenha prestado.

Por se tratar de uma aplicação digital, você não deverá imprimir nenhum dos formulários para assinar. Preencha-os e suba-os para o site. No final, você deverá entrar com uma assinatura digital para validá-los.

Documentos digitalizados

Você deverá fornecer, ainda, uma cópia digitalizada do seu passaporte, incluindo eventuais vistos e anotações, tudo num único arquivo, além de uma foto digital ou digitalizada nos parâmetros exigidos (em geral, aquela foto 5X7 de passaporte serve).

Finalmente, você deverá enviar, em um único arquivo, documentos digitalizados que comprovem seu histórico de viagem, como passaportes e vistos, válidos ou não, de até dez anos atrás, permissões para trabalhar ou estudar fora do Brasil etc.

Quem vive fora do país do qual é cidadão deve enviar também uma cópia do documento que comprove sua situação de imigrante no país de residência. Por exemplo, um visto ou uma permissão de trabalho ou estudos.

Taxa de visto

Após fornecer todas as informações requeridas, você deverá pagar a taxa de 100 dólares canadenses de emissão do visto, o que também pode ser feito on-line, por cartão de crédito.

Entrega da aplicação

Paga a taxa, você deve transmitir a sua aplicação on-line e aguardar o contato do Consulado do Canadá.

A partir daí, todo contato será feito via e-mail. Sempre que houver uma atualização no seu processo, você receberá uma mensagem para entrar na área logada do site do governo canadense e verificar suas mensagens.

Você saberá, por exemplo, se foram constatadas inconsistências na sua aplicação, se são necessários documentos adicionais, se será preciso fazer uma entrevista ou coletar digitais.

Envio do passaporte para o consulado

Quando sua aplicação for finalmente aceita, você receberá uma carta do governo canadense pela internet convidando você a enviar seu passaporte para o consulado.

Junto com o passaporte, você deverá mandar uma via impressa da carta do governo canadense e duas vias do termo de consentimento também assinado.

Nessa etapa, há taxas adicionais. Quem fizer a entrega da documentação pessoalmente em um Centro de Solicitação de Vistos para o Canadá (CVAC), em Brasília, São Paulo ou Rio de Janeiro, deverá pagar uma taxa de transmissão de passaporte de 65,60 reais e uma taxa para receber notificações por SMS de 4,85 reais.

Quem precisar coletar dados biométricos deverá pagar apenas uma taxa de 85 dólares canadenses e deverá obrigatoriamente comparecer a um CVAC.

O pagamento das taxas pode ser feito no próprio CVAC, com cartão de débito ou crédito, ou na boca do caixa, em dinheiro, em uma agência do Banco Santander.

Já quem optar por enviar a documentação pelo correio deverá pagar, além da taxa de transmissão de passaporte e da taxa SMS, as taxas de courier, que remuneram o serviço de transporte.

Todas essas taxas deverão ser pagas necessariamente na boca do caixa do Banco Santander. Os comprovantes de todas as taxas pagas, inclusive a taxa de visto, deverão ser enviados junto com a documentação. É preciso ainda enviar esta declaração preenchida.

As taxas de courier variam de acordo com a região de onde a documentação é enviada. Todas elas estão disponíveis no site da VSF Global, que presta serviços para o consulado canadense.

Após enviar sua documentação, você receberá um código de rastreamento e poderá verificar o status do seu pedido. No site do governo do Canadá você pode também verificar quanto tempo, em média, leva para processar o pedido.

Você receberá seu passaporte de volta pelo correio ou, caso tenha feito a entrega da documentação pessoalmente, poderá optar por buscá-lo no próprio CVAC.

Aplicando pessoalmente

Também é possível fazer a solicitação de visto presencialmente, mas nesse caso o processo não muda muito. Você terá que fazer o download dos formulários no site do governo canadense, imprimi-los, preenchê-los e assiná-los.

Os documentos e as cópias dos documentos solicitados deverão ser entregues pessoalmente em um CVAC ou enviados pelo correio junto com as duas vias do termo de consentimento e o comprovante de pagamento da taxa do visto.

Todo o restante segue o passo a passo já indicado. Quem fizer a entrega presencial deverá pagar a taxa de transmissão do passaporte e a taxa SMS, no CVAC ou no Santander.

Quem fizer a entrega pelos correios deverá pagar a taxa de transmissão do passaporte, a taxa SMS e as taxas de courier no Santander e enviar todos os comprovantes de pagamento junto com a documentação e esta declaração.

Os solicitantes que precisarem coletar dados biométricos deverão, obrigatoriamente, fazer a entrega presencial da documentação em um CVAC. Nesse caso, pagarão uma taxa de 85 dólares canadenses e ficarão isentos da taxa de transmissão de passaporte.

Mais informações sobre o processo de solicitação do visto canadense você encontra no site da VSF Global, que tem versão em português.

Não se esqueça de contratar um bom seguro viagem antes de viajar! Aqui na Genial Seguros você faz a cotação e fecha a contratação do seguro num procedimento totalmente on-line.

avatar autor

Julia Wiltgen

Jornalista responsável pelos artigos da Genial Seguros até 24/11/2017.

Cote seu seguro