Thumbnail
2016-12-26 17:30:19

O que o seguro auto não cobre

Conheça os itens e as situações que não são cobertas pelo seguro auto

Algumas situações relativamente comuns não contam com a cobertura do seguro auto. As seguradoras não cobrem, por exemplo, riscos considerados muito elevados, imprevisíveis ou casos em que o próprio segurado expõe seu carro a risco.

Veja a seguir os itens e situações que o seguro auto não cobre:

Acessórios

O seguro auto só cobre danos ao casco, isto é, à estrutura geral, que inclui chassi, carroceria, motor e caixa.

Adicionais não estão cobertos. Assim, acessórios de alto valor, como sistema de som, rodas esportivas e kit gás ficam de fora. Blindagem também não costuma ser coberta.

Para proteger esses itens é preciso contratar coberturas adicionais específicas, o que nem todas as seguradoras oferecem.

A cobertura para vidros pode ou não estar incluída na cobertura básica. De todo modo, é possível contratar uma cobertura adicional para vidros que não está sujeita à franquia do veículo.

Isso é uma grande vantagem, uma vez que danos aos vidros podem, frequentemente, ter valor de reparo inferior ao valor da franquia.

Riscos excluídos e perda de direitos

Mau uso do carro, exposição deliberada a grandes riscos, eventos altamente imprevisíveis e desgaste natural do veículo não são cobertos pelo seguro auto.

Por exemplo, se seu veículo tiver danos porque você trafegou com ele na areia da praia, eles não serão cobertos. Afinal, praia não é lugar de carro andar.

Passar com o veículo pelo meio de uma manifestação também é um risco sem cobertura. Além de você estar expondo o seu carro a riscos deliberadamente, trata-se de um tipo de risco difícil de prever.

Alagamentos e enchentes são eventos que geralmente suscitam dúvidas. Existe cobertura para esses desastres naturais, mas não quando o proprietário do veículo o expõe a risco.

Por exemplo, se o carro estava estacionado e uma enchente ou alagamento causou-lhe estragos, o evento está coberto. Mas se o motorista tentar atravessar uma área alagada, expondo seu motor a danos, os estragos não terão cobertura.

Veja a lista dos riscos excluídos e das situações em que os segurados perdem o direto à cobertura

  • Guerra, rebelião, insurreição ou revolução;
  • Confisco, nacionalização, destruição, requisição ou apreensão efetivada por qualquer ato de autoridade civil ou militar;
  • Tumultos, motins, greves, “lock-out” e quaisquer perturbações de ordem pública;
  • Desastres naturais diferentes daqueles normalmente cobertos, que são alagamento, enchente, inundação, ressaca, vendaval, granizo e terremoto;
  • Trânsito por estradas ou caminhos impedidos, não abertos ao tráfego ou de areias fofas ou movediças;
  • Radiações ionizantes e contaminação por radioatividade;
  • Participação do veículo segurado em competições, apostas e provas de velocidade;
  • Inobservância das disposições legais, como lotação de passageiros, transporte de passageiros em locais não apropriados, reboque por veículo não apropriado;
  • Desgastes, depreciação pelo uso, falhas de material, defeitos mecânicos ou da instalação elétrica;
  • Multas, fianças e despesas relativas a ações ou processos criminais;
  • Poluição ou contaminação ao meio ambiente;
  • Mentiras ou omissões de informações que possam influenciar no preço do seguro ou na aceitação do risco, na hora da contratação;
  • Condução do veículo por pessoa sem habilitação legal;
  • Uso do veículo para fins diferentes daqueles declarados na apólice (por exemplo, usar o veículo como Uber sem informar o fato à seguradora – veja aqui como fazer seguro Uber);
  • Sinistro provocado intencionalmente, com má intenção;
  • Fraude ou tentativa de fraude por parte do segurado, com a intenção de obter benefícios ilícitos do seguro;
  • Agravamento intencional do risco por iniciativa do segurado ou do condutor do veículo (como dirigir intencionalmente por uma área alagada);
  • Acidentes ocorridos em consequência direta e indireta de alterações mentais do condutor, devido ao uso de álcool, drogas, entorpecentes ou substâncias tóxicas;
  • Descumprimento, pelo segurado, das obrigações contratuais do seguro.

Em busca de seguro auto? Faça uma cotação com a gente!

avatar autor

Julia Wiltgen

Jornalista responsável pelos artigos da Genial Seguros até 24/11/2017.

Cote seu seguro