Thumbnail
2017-03-27 17:02:38

O seguro resgatável ideal para fazer planejamento sucessório

Seguro de vida resgatável pode ser vitalício ou temporário; saiba qual é o melhor para quem quer usar o seguro para planejar transmissão de recursos aos herdeiros

O seguro de vida resgatável, do qual já falamos aqui no blog, oferece as coberturas usuais de um seguro de vida, mas permite o resgate de parte ou de todo capital segurado após um prazo de carência.

Após o resgate, o seguro é automaticamente cancelado. Mas enquanto estiver vigente, o seguro mantém os benefícios sucessórios de qualquer outro seguro de vida. Isto é, não entra em inventário após a morte do segurado, sendo transmitido automaticamente aos herdeiros.

Por conta dessa característica, seguros de vida são muito utilizados para fazer planejamento sucessório, como já falamos neste outro post. Eles garantem aos beneficiários acesso a recursos imediatamente após a morte do segurado, enquanto são inventariados os bens.

Mas não é todo seguro resgatável que é adequado para quem quer fazer planejamento sucessório.

Alguns seguros resgatáveis são temporários. Nesses casos, a proteção tem prazo para terminar, quando o resgate é, então, obrigatório. E quando isso acontece, o seguro é cancelado, e o segurado evidentemente deixa de contar com o benefício sucessório.

Esses seguros são comumente comercializados sob nomes como seguro dotal misto ou seguro resgatável temporário. Por isso, é preciso atenção na hora de contratar um produto resgatável.

Seguro vitalício X Seguro Temporário

O seguro de vida resgatável vitalício é, como o nome diz, válido para toda a vida. O segurado compra a apólice: ele paga o prêmio durante um prazo determinado e, findo esse período, a apólice é dele. Ele mantém as coberturas, mas não precisa pagar mais nada.

Em adição a isso, o segurado pode pedir o resgate a qualquer momento, desde que passado o prazo de carência – em geral, de dois anos.

Quanto mais tarde ele efetua o resgate, maior o valor resgatado. Depois de certo tempo, é possível resgatar um valor até maior do que o valor pago de prêmio.

O resgate cancela o seguro. Mas se o resgate não for efetuado, as coberturas e o benefício da sucessão permanecem válidos até a morte do segurado, quando a indenização será, então, paga aos beneficiários sem necessidade de inventário.

No caso do seguro resgatável temporário, as coberturas por morte e invalidez são contratadas por um prazo determinado, como 10, 20 ou 30 anos.

Em geral, o segurado pode pedir o resgate durante o prazo de vigência do seguro após um período de carência, cancelando o seguro. Mas se não pedir o resgate, ele será obrigado a resgatar quando a vigência do seguro chegar ao fim.

Com isso, ele obrigatoriamente não mantém as coberturas e o benefício sucessório por toda a vida. O benefício sucessório só será válido durante a vigência temporária do seguro.

A alternativa temporária costuma ser mais barata que a vitalícia, mas não é apropriada para quem deseja fazer planejamento sucessório usando seguro de vida.

Assim, se você está interessado em aproveitar o benefício sucessório, a opção certa para você é o seguro de vida resgatável vitalício.

Ficou interessado nesse tipo de produto? Aqui na Genial Seguros, oferecemos seguro de vida resgatável válido para a vida toda. Faça uma cotação com a gente!

avatar autor

Julia Wiltgen

Jornalista responsável pelos artigos da Genial Seguros até 24/11/2017.

Cote seu seguro