Thumbnail
2016-10-03 18:57:46

Os documentos que você precisa levar ao viajar para a Europa

Brasileiros são isentos de visto para turismo na maioria dos países europeus, mas é preciso atender a uma série de exigências para entrar neles

Os brasileiros não precisam de visto para viajar para a maior parte dos países da Europa com a finalidade de turismo por até três meses. No Reino Unido, a liberação de visto vale por até seis meses.

Isso significa tão somente que não é necessário entrar com pedido de visto no Brasil, mas não significa que os brasileiros estejam liberados de qualquer tipo de controle ao entrar nesses países.

É preciso atender a uma série de exigências e levar documentos que comprovem o motivo da sua viagem para poder passar na alfândega e entrar no país de destino.

Visto

Os 28 países da União Europeia (que ainda conta com o Reino Unido) e os países signatários do Tratado de Schengen isentam os brasileiros de visto de turista.

O Tratado de Schengen inclui quase todos os países da UE mais Liechtenstein, Islândia, Noruega e Suíça. Ele visa a abolir as fronteiras internas dos países signatários para a livre circulação de pessoas.

Em razão disso, a passagem pela alfândega só ocorre quando o viajante entra no Espaço Schengen, área formada pelos países signatários.

Não há controle alfandegário entre um país do Espaço Schengen e outro, apenas checagens eventuais para fins de segurança no caso de cidadãos de países não signatários do acordo.

Além desses países, Albânia, Andorra, Bósnia e Herzegovina, Geórgia, Mônaco, Montenegro, Rússia, San Marino, Sérvia, Turquia, Ucrânia e Vaticano também dispensam os brasileiros de visto.

Como esse tipo de regra pode mudar, o ideal é sempre checar na embaixada ou nos consulados dos países de destino se a dispensa de visto de turismo ainda se aplica com bastante antecedência.

Big Ben e estação de metrô em Londres
Reino Unido isenta brasileiros de visto para turismo por até seis meses

Confira a lista dos países europeus que isentam os brasileiros de visto:

Albânia
Alemanha (União Europeia e Schengen)
Andorra
Áustria (União Europeia e Schengen)
Bélgica (União Europeia e Schengen)
Bósnia e Herzegovina
Bulgária (União Europeia)
Chipre (União Europeia)
Croácia (União Europeia)
Dinamarca (União Europeia e Schengen)
Eslováquia (União Europeia e Schengen)
Eslovênia (União Europeia e Schengen)
Espanha (União Europeia e Schengen)
Estônia (União Europeia e Schengen)
Finlândia (União Europeia e Schengen)
França (União Europeia e Schengen)
Geórgia
Grécia (União Europeia e Schengen)
Hungria (União Europeia e Schengen)
Irlanda (União Europeia)
Islândia (Schengen)
Itália (União Europeia e Schengen)
Letônia (União Europeia e Schengen)
Liechtenstein (Schengen)
Lituânia (União Europeia e Schengen)
Luxemburgo (União Europeia e Schengen)
Malta (União Europeia e Schengen)
Mônaco
Montenegro
Noruega (Schengen)
Países Baixos (União Europeia e Schengen)
Polônia (União Europeia e Schengen)
Portugal (União Europeia e Schengen)
Reino Unido (União Europeia)
República Checa (União Europeia e Schengen)
Romênia (União Europeia)
Rússia
San Marino
Sérvia
Suécia (União Europeia e Schengen)
Suíça (Schengen)
Turquia
Ucrânia
Vaticano

Passaporte

O único documento de identificação válido para brasileiros nos países europeus é o passaporte. Ele é necessário tanto para sair do Brasil quanto para entrar nos países de destino.

Na União Europeia e nos países signatários de Schengen, o passaporte deve ser válido por pelo menos mais três meses depois da data de retorno da viagem.

Por exemplo, se você vai viajar por um mês, seu passaporte precisa ter validade mínima de quatro meses – um mês de viagem mais três meses depois do seu retorno ao Brasil.

Seguro viagem

O seguro viagem para cobrir despesas de saúde, com cobertura mínima de 30 mil euros, é obrigatório nos países signatários de Schengen.

Mas o seguro viagem não deve ser dispensado mesmo quando você visita países onde ele não é obrigatório. Os gastos com atendimento médico, internações e cirurgias em caso de acidentes ou doenças pode ser proibitivo.

Comprovar que você tem um seguro saúde válido no país de destino pode ser fundamental para conseguir entrar.

Faça cotações de seguro viagem aqui na Genial Seguros!

Outros documentos

Embora não haja regras nesse sentido, as autoridades brasileiras e da União Europeia recomendam que cidadãos de países dispensados de visto ainda assim tomem algumas precauções para não serem barrados no país de destino.

Assim, é recomendado levar o itinerário de viagem, as passagens que foram compradas (especialmente a passagem de volta), a comprovação de reserva e pagamento do hotel ou uma carta convite do amigo ou parente em cuja residência você vai se hospedar.

Também pode ser exigida uma prova de que você tem meios financeiros de se manter durante a viagem. Ou seja, você deve ter alguma comprovação de quanto dinheiro tem disponível, como limite do cartão de crédito, o depósito em cartão pré-pago ou a quantia levada em papel-moeda.

O ideal é contatar os serviços consulares do país de destino para saber qual o tipo de exigência normalmente feita para quem precisa tirar o visto para aquele país. Em geral, são essas as informações que as autoridades podem exigir.

Para quem vai visitar os países de Schengen, as informações necessárias para tirar o visto, inclusive a quantia considerada necessária para se manter em cada país, estão todas compiladas neste site. As exigências de visto para o Reino Unido estão aqui.

avatar autor

Julia Wiltgen

Jornalista responsável pelos artigos da Genial Seguros até 24/11/2017.

Cote seu seguro