Thumbnail
2017-02-14 17:25:25

Perfil do segurado afeta o preço do seguro residencial?

No seguro auto, perfil do segurado influencia no valor do prêmio. E no seguro residencial? Entenda como o prêmio é calculado nesse caso

Você provavelmente está familiarizado com a forma como o prêmio do seguro auto é calculado. As seguradoras consideram características pessoais do segurado, como idade, sexo e se é solteiro ou casado. Também levam em conta o modelo e a marca do carro e onde o veículo passa a noite. Mas no caso do seguro residencial, o cálculo é um pouco diferente.

As características pessoais do segurado não afetam diretamente o cálculo do valor do prêmio do seguro residencial. Elas devem apenas ser levadas em conta para a escolha das coberturas.

Por exemplo, você tem muitos aparelhos eletrônicos? Ou obras de arte de valor? Nesse caso, pode ser uma boa ideia contratar cobertura para roubo e furto, o que encarece um pouco o valor do prêmio, mas pode poupar muita dor de cabeça.

Se você tiver o costume de receber visitas, tiver filhos (especialmente aqueles mais arteiros), empregados domésticos ou um animal de estimação, não deixe de contratar a cobertura de Responsabilidade Civil Familiar.

Ela cobre danos causados a terceiros por pessoas que residam com você, empregados durante o trabalho ou mesmo animais de estimação.

O que afeta o cálculo do prêmio do seguro residencial

Sua idade, sexo, estado civil e o fato de você ter filhos são elementos que não afetam em nada a cotação do seu seguro residencial. Veja o que realmente incluencia o valor do prêmio:

Coberturas contratadas: quanto mais coberturas e maior o número de assistências, maior tende a ser o valor do prêmio. Ao escolher as assistências, é bom verificar se não há superposição com as assistências de outro seguro, como o do seu carro.

Características do imóvel:
• Localização: imóveis localizados em regiões com maior risco de sinistro têm seguro mais caro. Por exemplo, regiões sujeitas a enchentes ou com alto índice de roubo a residência.
• Tipo de imóvel: casas que não fazem parte de condomínios estão mais expostas a riscos que casas de condomínios e apartamentos. Por isso, têm seguro mais caro do que uma unidade de condomínio na mesma região.
• Tipo de construção: Casas de madeira têm seguro mais caro que casas de alvenaria, pois a madeira é mais sujeita a danos em caso de sinistro. Por exemplo, corre mais risco de incêndio e de ser totalmente destruída por fogo.

Valor da cobertura e da franquia: o valor da cobertura é escolhido pelo próprio segurado. Quanto maior o valor segurado, maior o preço do seguro. Da mesma forma, quanto maior a franquia (parte arcada pelo segurado em caso de sinistro), menor o prêmio.

Valor de cobertura deve se referir ao custo de reconstrução do imóvel

O valor de cobertura escolhido pelo segurado deve ser o suficiente para reconstruir o imóvel em caso de sinistro, e nada mais. Isto é, deve-se desconsiderar o valor do terreno e o valor de mercado do imóvel. As demais coberturas em geral têm o valor segurado como limite.

Não adianta escolher um valor de cobertura muito acima do custo de reconstrução do imóvel, porque se houver um sinistro, a indenização se limitará ao valor de reconstrução do imóvel. Escolher um valor de cobertura muito elevado só fará você pagar um prêmio mais alto.

Experimente pedir uma cotação de seguro residencial aqui na Genial Seguros!

avatar autor

Julia Wiltgen

Jornalista responsável pelos artigos da Genial Seguros até 24/11/2017.

Cote seu seguro