Thumbnail
2017-03-02 18:03:22

Por que fazer seguro de moto e como barateá-lo

Seguro de moto é importante e não precisa custar os olhos da cara; saiba por que fazer seguro para a sua moto

O seguro de moto não é muito popular no Brasil e é considerado caro. Os prêmios podem chegar, em certos casos, a 30% ou 40% do valor do veículo. Mas os altos valores têm razão de ser: alto índice de acidentes, roubos e furtos. Motos também são mais frágeis do que carros, podendo sofrer perda total mais facilmente.

Os riscos maiores a que as motos estão expostas justificam o preço proporcionalmente mais alto do que os preços de seguro auto. Mas isso só quer dizer que fazer seguro para a sua moto é mesmo fundamental.

Só que você não precisa pagar os olhos da cara para ficar protegido. Neste post, falaremos sobre por que fazer seguro de moto vale a pena e o que você pode fazer para o prêmio não pesar tanto no bolso.

Por que fazer seguro para a sua moto

Motos estão muito expostas a riscos. Acidentes são mais destrutivos e roubos e furtos são mais fáceis de ocorrer. Ao mesmo tempo em que isso encarece o seguro, justifica a sua contratação. Com um seguro de moto, você pode circular com mais tranquilidade.

Risco de roubo e furto é o que mais pesa no prêmio

O principal motivo para o seguro de moto ser caro é o risco de roubo e furto. Esse tipo de evento independe de o segurado ser um bom condutor e prudente no trânsito. Um roubo ou furto pode acontecer com qualquer pessoa, então proteger-se contra isso é fundamental.

Motos mais caras e sofisticadas têm seguros relativamente mais baratos

Os seguros de motos populares, com menos de 500 cilindradas, costumam ser mais caros em relação ao valor do veículo do que os seguros de motos mais caras, com mais de 500 cilindradas.

Motos populares são mais visadas por ladrões, mais frágeis e normalmente mais usadas, o que as deixa mais expostas no dia a dia. As motos grandes, mais caras e usadas apenas para lazer em geral são menos utilizadas, ficando mais protegidas dos riscos.

Seguro de moto é similar ao seguro auto

O seguro de moto leva em conta os mesmos aspectos que o seguro auto: perfil do condutor, índice de roubo e furto, preço de reparo em caso de acidente, locais por onde o veículo circula e onde pernoita, esse tipo de coisa. Saiba o que encarece o preço do seguro auto.

As coberturas disponíveis também são parecidas, como incêndio, explosão, roubo, furto, colisão e danos a terceiros, além de assistências 24 horas. Conheça todas as coberturas do seguro de moto.

Como baratear o seguro de moto

A instalação de rastreadores e alarmes barateia o seguro de moto, assim como se certificar de que a moto seja usualmente estacionada em garagem ou estacionamento fechado.

Cotar em diversas seguradoras também é fundamental, principalmente se você tem uma moto popular. Algumas seguradoras sequer aceitam esse tipo de moto.

Ao cotar em diversas instituições, você tem mais chances de conseguir um preço adequado e que caiba no seu bolso.

Se mesmo assim você não encontrar uma cobertura compreensiva com preço razoável, você pode também optar por uma cobertura parcial ou simplificada. Ela cobre apenas roubo e furto, que são os sinistros mais graves.

Esse tipo de apólice costuma ter bom custo-benefício, e protege justamente contra o risco sobre o qual o condutor tem menos controle. Existem até mesmo opções que incluem assistências 24 horas.

avatar autor

Julia Wiltgen

Jornalista responsável pelos artigos da Genial Seguros até 24/11/2017.

Cote seu seguro