Thumbnail

2017-08-31 15:32:21

Quando eu perco o direito de reclamar a indenização do seguro?

Seguros têm prazos de prescrição para que segurados, beneficiários ou terceiros possam correr atrás do seu direito de receber a indenização; conheça-os

Todo seguro tem um prazo de prescrição, isto é, um prazo, após a ocorrência do sinistro, para correr atrás do direito à indenização. Passado o prazo de prescrição, o segurado, beneficiário ou terceiro perde o direito de reclamar seu pagamento.

Os prazos podem variar de acordo com o tipo de seguro e com a situação da pessoa que tem direito à indenização: se segurado, beneficiário ou terceiro. Confira as diferenças:

• Segurado: é quem contrata o seguro e consta na apólice como segurado. O segurado de um seguro auto, por exemplo, tem direito a indenização caso seu carro seja roubado; o segurado do seguro de vida tem direito a indenização caso fique inválido.

• Beneficiário: é uma pessoa, geralmente designada pelo segurado, que também tem direito a indenização em caso de sinistro, além do próprio segurado. Por exemplo, os beneficiários de um seguro de vida são aquelas pessoas que vão receber a indenização quando o segurado falecer.

• Terceiro: é a pessoa que sofre algum tipo de perda em razão de um ato danoso e não intencional praticado pelo segurado. Por exemplo, se você bate no carro de outra pessoa, e o seu seguro auto tem cobertura para danos a terceiros, é o seu seguro que vai ter de indenizar a vítima. Esta, no caso, é o terceiro.

Prazo para beneficiários e terceiros

Para beneficiários e terceiros, o prazo de prescrição dos seguros é de 3 anos. O início da contagem do prazo é sempre o mesmo: a data do fato gerador do sinistro.

Por exemplo, se você é o beneficiário de um seguro de vida e o segurado morre, você tem três anos a partir da morte para dar entrada no processo para receber a indenização.

Já se for terceiro em um acidente de carro cujo causador tem seguro com cobertura para danos a terceiros (Responsabilidade Civil), você tem três anos a partir da data da colisão para correr atrás dos seus direitos.

Prazo para segurados

Já para os segurados, o prazo de prescrição é de 1 ano. Porém, a data de início da contagem depende da modalidade do seguro.

Para seguros de bens, como o seguro auto ou residencial, a coisa é simples: vale a data de ocorrência do sinistro – o incêndio no imóvel, a batida do carro e por aí vai.

No seguro de vida, pode haver uma série de coberturas que garantem direito a indenização em vida para o segurado. É o caso das coberturas para invalidez ou para doenças graves.

No caso da cobertura para invalidez, o prazo começa a contar a partir da data em que a invalidez é formalizada pela Previdência Social. Já para a cobertura para doenças graves, vale a data do diagnóstico.

Já para os seguros de responsabilidade civil, o início da contagem pode variar. Seguros de responsabilidade civil são geralmente contratados por profissionais liberais e executivos para ressarci-los em caso de processo judicial.

Assim, o prazo de prescrição para o segurado correr atrás da indenização pode começar a contar na data da notificação judicial movida pelo terceiro, ou mesmo na data do pagamento da indenização ao terceiro pelo segurado, desde que com anuência da seguradora.

Suspensão do prazo

A contagem do prazo de prescrição pode ficar suspensa em algumas situações. Isso significa que, durante o tempo de suspensão, sua contagem será pausada.

A situação mais comum é a suspensão que ocorre quando é feito o aviso de sinistro à seguradora. Enquanto a seguradora analisa o risco, o prazo fica parado. A contagem só é retomada quando a seguradora responde se aceita ou não o risco e devolve o processo para o segurado, terceiro ou beneficiário.

Aqui na Genial Seguros, oferecemos seguros para o seu carro, sua moto e sua casa, além de seguro viagem e seguro de vida. Peça agora a sua cotação on-line!

avatar autor

Julia Wiltgen

Jornalista responsável pelos artigos da Genial Seguros até 24/11/2017.