Thumbnail
2017-05-11 15:18:44

Quem paga o seguro residencial: inquilino ou proprietário?

É recomendável que imóveis de aluguel contem com seguro residencial, mas de quem é a responsabilidade pelo pagamento?

Seguro residencial é fundamental para qualquer imóvel, seja a casa própria, seja o imóvel alugado. E não é importante somente para o proprietário, mas também para o inquilino. Mas quando o imóvel é de aluguel, de quem é a responsabilidade de pagar o seguro residencial, do locador ou do locatário?

Segundo a Lei do Inquilinato, em tese seria do proprietário a responsabilidade de pagar pelo seguro residencial. Mas há uma brecha na Lei que permite aos locadores transferirem essa responsabilidade para os locatários.

Todos os impostos e taxas, assim como o seguro contra incêndio, devem ser arcadas pelo locador “salvo disposição expressa em contrário no contrato”.

Na prática, é justamente isso que acaba acontecendo. O inquilino fica responsável não só pelo seguro, como também pela taxa de condomínio e o IPTU.

Mas seria assim de qualquer jeito. Se ficassem por conta do proprietário, esses custos certamente estariam embutidos no valor do aluguel, sendo repassados para o inquilino.

Seguro residencial protege o investimento do locador

O seguro residencial não chega a ser obrigatório para imóveis alugados, mas é fortemente recomendado para os proprietários.

O imóvel é um bem físico, sujeito a acidentes como incêndios e desastres naturais. Um sinistro grave, que destrua o imóvel por completo, levaria o locador a perder seu investimento.

Condomínios são obrigados a contratar seguro condomínio, mas este não cobre as unidades. Só estão cobertos os sinistros ocorridos nas áreas comuns, ou aqueles que atingem as unidades, mas são originados nas áreas comuns.

Portanto, é importante que os locadores contratem pelo menos as coberturas mais básicas de incêndio, raio e explosão, para garantir a reconstrução do imóvel em caso de sinistro.

Inquilino também se beneficia do seguro residencial

Embora possa ser obrigado, por contrato, a pagar o prêmio do seguro residencial, este de fato não beneficia diretamente o inquilino em caso de sinistro com o imóvel.

Mas o locatário pode, ainda assim, usufruir das assistências 24h que porventura estejam incluídas, como chaveiro, encanador, entre outras.

Se o ele não for o responsável pela contratação, apenas pelo pagamento, ainda assim pode pedir para ler a apólice e saber a quais assistências tem direito. Saiba mais sobre como tirar o melhor proveito das assistências dos seguros.

Além disso, o inquilino pode contratar um seguro conteúdo, que é um seguro residencial com cobertura apenas para os pertences dos moradores. A proteção pode incluir danos por fogo, roubo e furto, por exemplo.

Precisa fazer um seguro residencial? Peça já uma cotação on-line aqui na Genial Seguros!

avatar autor

Julia Wiltgen

Jornalista responsável pelos artigos da Genial Seguros até 24/11/2017.

Cote seu seguro