Thumbnail
2016-10-17 18:31:17

Quem precisa de seguro de vida

Não sabe se precisa ou não de um seguro de vida? Veja se você se encaixa em um desses perfis

O seguro de vida é fundamental para praticamente qualquer planejamento financeiro. À primeira vista, pode parecer que esse tipo de produto é útil só para quem tem filhos menores de idade. Mas não é bem assim.

Conheça a seguir os perfis para os quais o seguro de vida é indicado (algumas pessoas se encaixarão em mais de um):

– Quem tem filhos menores de idade;

– Quem ajuda ou sustenta parentes doentes ou deficientes e quem é curador ou tutor de adultos juridicamente incapazes;

– Quem tem o próprio negócio e deseja que a família dê continuidade a ele após sua morte;

– Pessoas solteiras e sem filhos que dependam única e exclusivamente da renda do próprio trabalho;

– Pessoas casadas ou que vivam com companheiro e que sejam a principal ou única fonte de renda da casa;

– Quem tem poucas reservas e ainda está construindo seu patrimônio, tendo filhos ou não;

– Pessoas que estejam perto da aposentadoria e que gostariam de deixar um bom patrimônio para os herdeiros após a morte, mas cujas reservas não sejam suficientes;

– Jovens que pretendem se casar e/ou ter filhos;

– Quem tem um parente que não é seu herdeiro necessário, mas que gostaria de ajudar financeiramente após a morte, como um sobrinho, por exemplo.

Para quem é o principal responsável pelo sustento e/ou a educação de outras pessoas, o benefício do seguro de vida é óbvio: em caso de morte ou invalidez, a ajuda financeira aos dependentes não será cortada.

Como o seguro permite que sejam designados como beneficiários mesmo pessoas que não sejam herdeiras necessárias do segurado, ele deixar a indenização para quem desejar.

Solteiros sem filhos não necessitam do seguro por causa da cobertura por morte, mas sim pelas coberturas de invalidez e doenças graves – afinal, eles são seus próprios dependentes!

Entre os jovens, o seguro de vida se faz necessário tanto para os solteiros e sem filhos quanto para os recém-casados e aqueles que já têm dependentes, uma vez que esse público costuma ter ainda poucas reservas.

Além disso, há vantagem em fazer seguro ainda jovem: quanto mais cedo for feita a contratação, mais barato ele fica. Com isso, é interessante contratar um seguro de vida mesmo antes de começar uma família.

Já para os mais velhos e os empreendedores, o seguro de vida é atraente para fazer planejamento sucessório, isto é, a transferência do patrimônio para os herdeiros e a sucessão do comando da empresa.

E aí, você se encaixa num dos perfis acima? Faça já uma cotação de seguro de vida!

avatar autor

Julia Wiltgen

Jornalista responsável pelos artigos da Genial Seguros até 24/11/2017.

Cote seu seguro