Thumbnail
2018-03-28 13:36:04

Refinanciamento de veículo: saiba o que é e como fazer

Também chamado de empréstimo com garantia de veículos, o refinanciamento é uma maneira prática de obter crédito.

Um carro costuma gerar muitas despesas. É preciso pagar impostos, manutenção, gasolina, seguro, entre outros custos. Uma maneira de economizar, por exemplo, é cotar e comparar os preços do seguro auto aqui na Genial.

Mas apesar de gerar gastos, ter um carro também pode te ajudar a conseguir um empréstimo. É o chamado refinanciamento.

O refinanciamento do carro é uma espécie de empréstimo concedido ao dono do veículo, tendo o bem como garantia do pagamento. Essa é uma solução interessante para quem precisa de dinheiro e quer fugir das altas taxas de juros cobradas em cartões de crédito e empréstimos pessoais.

O que é refinanciamento de veículo?

Essa é uma modalidade de concessão de crédito por financeiras e bancos, em que o cliente precisa ter um veículo em seu nome. Nesse caso, o carro fica alienado, mas ainda com os documentos no nome do cliente.

No empréstimo com garantia de veículos, caso o dono do carro atrase ou não pague as parcelas do financiamento, o banco tem o direito de ficar com o automóvel como forma de pagamento da dívida.

É justamente por seguir essa lógica que as taxas de juros desse tipo de empréstimo costumam ser mais baixas: o banco tem a certeza de que vai ter o valor quitado, seja por meio do pagamento das parcelas ou pela tomada da posse do bem, em caso de inadimplência.

Quando todas as parcelas do empréstimo são quitadas, o carro é desalienado, e o dono já não tem mais nenhum risco de perder o veículo. De maneira geral, o refinanciamento é feito sem burocracia e de forma rápida.

Como funciona o refinanciamento?

Geralmente, para conseguir o refinanciamento é preciso que o carro esteja quitado. Mas há algumas exceções. No caso de carros ainda financiados, o crédito é concedido com base no somatório do valor das parcelas quitadas. Já para carros quitados, o usual é considerar o preço do veículo na tabela Fipe.

O empréstimo pode variar de 70% a até 90% do preço do veículo. Isso quer dizer que quanto mais novo e caro for o seu veículo, maior a quantia que pode pegar emprestado.

No entanto, o ideal é tomar empréstimo apenas da quantia que você precisa. Ou seja, se você não precisa do valor máximo que pode pedir, pegue emprestado somente o quanto realmente vai usar.

Assim, você evita o pagamento dos juros e diminui o valor das suas parcelas, facilitando na hora de quitar a dívida. Por falar nisso, tal parcelamento costuma ser em até 48 meses (4 anos).

Veja como funciona o refinanciamento de veículo
Contratos de refinanciamento costumam ser feitos em até 48 meses

Algumas financeiras aceitam até carros com mais de 10 anos de uso, mas não são todas. Já quem tem veículo com mais de 15 anos pode encontrar dificuldade para fazer o refinanciamento.

Para conceder o crédito, o banco faz antes uma análise dos dados do cliente e do carro, além de consultar o score, ou seja, a pontuação do cliente como bom pagador em serviços de proteção ao crédito.

Como refinanciar um carro?

Se você decidiu que, no seu caso, o refinanciamento é a melhor maneira de obter crédito, procure uma instituição financeira com documentos pessoais (RG e CPF), comprovante de renda e de residência, além da documentação do carro. Há instituições que também financiam outros automóveis, como motos e até caminhões e ônibus.

É importante lembrar que o veículo precisa estar com tudo em dia, incluindo o IPVA. Além disso, é necessário ter o nome limpo. Alguns bancos até aceitam clientes que tenham nome com restrição, mas as taxas de juros podem ser bem maiores, diminuindo a atratividade desse tipo de empréstimo.

avatar autor

Genial Seguros

Cote seu seguro